quarta-feira, 19 de julho de 2017

Sugestão da Semana #281

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca o filme português Treblinka, de Sérgio Tréfaut.

TREBLINKA




Ficha Técnica:
Título Original: Treblinka
Realizador: Sérgio Tréfaut
Actores: Isabel Ruth, Kiril Kashlikov
Género: Drama, História
Classificação: M/14
Duração: 61 minutos

domingo, 16 de julho de 2017

Estreias da Semana #281

Esta Quinta-feira, chegaram nove novos filmes aos cinemas portugueses. Planeta dos Macacos: A Guerra e Treblinka são duas das estreias.

3 Gerações (2016)
3 Generations
A mudança de género por parte de um adolescente obriga a família a alterar comportamentos e formas de pensar.

Bleeder - O Verdadeiro Campeão (2017)
The Bleeder
Era o orgulho de Bayonne, Nova Jérsia: o homem que lutou durante 15 assaltos contra Muhammad Ali e foi a inspiração para a personagem de Rocky Balboa. Antes de tudo isso, Chuck Wepner (Liev Schreiber) era apenas um pai que trabalhava numa loja de bebidas e tinha uma modesta carreira como pugilista quando, em 1975, foi escolhido para enfrentar o grandioso Ali. Foi este o início de uma louca viagem que o levou pelos altos e baixos da fama inesperada. Mas o que sucede quando a fama termina?

Manhattan Nocturne (2016)
Porter Wren (Adrien Brody) é um jornalista de tablóides nova-iorquino com um apetite por escândalos. Ele vende morte, tragédia e qualquer coisa que passe por verdade. Em casa é um homem modelo, dedicado à esposa (Jennifer Beals). Mas quando uma estranha sedutora (Yvonne Strahovski) lhe pede para investigar o homicídio não solucionado do seu marido, o cineasta Simon (Campbell Scott), Porter não consegue resistir.

O Mal-Humorado (2014)
Mielensäpahoittaja 
Um agricultor de 80 anos, obstinadamente conservador - cujas atitudes sociais se aproximam da pré-história -, arma uma enorme confusão quando é forçado a ir morar com o filho e a nora dominadora, nesta sátira social baseada no romance do autor finlandês Tuomas Kyrö.

O Portal do Guerreiro (2017)
Enter the Warrior's Gate
Um adolescente é transportado até à China, onde aprende a usar a sua habilidade nos jogos de vídeo para se transformar num guerreiro perito em Kung Fu.

Planeta dos Macacos: A Guerra (2017)
War for the Planet of the Apes
Caesar (Andy Serkis) e os seus símios são forçados a um conflito mortal com um exército de seres humanos, liderados por um implacável Coronel (Woody Harrelson). Após sofrerem terríveis baixas, Caesar luta contra os seus mais sombrios instintos e inicia uma jornada para vingar a sua espécie. Ele e o Coronel são colocados frente a frente, num confronto que irá determinar o destino de ambas as espécies e o futuro do planeta.

Treblinka (2016)
Presente, passado e futuro confundem-se nas carruagens de um comboio que atravessa a Europa de Leste no século XXI: Polónia, Rússia, Ucrânia. O velho postulado do pós-guerra, "Nunca Mais", soa agora como um conto de fadas. Tudo está a acontecer novamente. Por toda a parte.

Um Jogo de Honra (2016)
Tommy's Honour
Filme centrado na relação entre o velho Tom e o jovem Tom, a dinâmica equipa composta por pai e filho que, na segunda metade do século XIX, criou o golfe moderno.

Violação de Confidencialidade (2017)
La mécanique de l'ombre
Dois anos após um esgotamento, Duval ainda está sem emprego. Contactado por um empresário enigmático, é-lhe oferecido um trabalho simples e bem-pago: transcrever escutas telefónicas. Duramente pressionado financeiramente, Duval aceita sem questionar o propósito da organização que o emprega. Lançado para o centro de uma conspiração política, acaba por enfrentar a mecânica brutal do submundo dos serviços secretos.

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Sugestão da Semana #280

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana quer ver para crer. Uns adoram outros detestam portanto, nada como ver Homem-Aranha: Regresso a Casa e tirar as nossas próprias conclusões.

HOMEM ARANHA: REGRESSO A CASA


Ficha Técnica:
Título Original: Spider-Man: Homecoming
Realizador: Jon Watts
Actores: Tom Holland, Marisa Tomei, Michael Keaton, Robert Downey Jr
Género: Acção, Aventura, Fantasia
Classificação: M/12
Duração: 133 minutos

domingo, 9 de julho de 2017

Estreias da Semana #280

Oito novos filmes chegaram aos cinemas na passada Quinta-feira. Homem-Aranha: Regresso a Casa é uma das estreias em destaque esta semana.

A Toda a Velocidade (2016)
À Fond
De manhã cedo, a família embarca na sua nova monovolume para evitar os engarrafamentos das férias de Verão. Tom, o pai, coloca a velocidade de cruzeiro nos 130 km/h. Mais à frente percebe que perdeu o controlo do seu veículo. O computador de bordo deixou de responder e nenhuma manobra para travar o carro embalado surte efeito. A duas centenas de quilómetros de distância um engarrafamento monstro aguarda-os.

A Vida Em Espera (2017)
Wakefield
Howard Wakefield (Bryan Cranston), um homem bem-sucedido que viaja diariamente entre o trabalho e os subúrbios, afasta-se da família e desaparece sem deixar rasto. Escondido no sótão da sua garagem, sobrevive de restos que procura durante a noite e observa secretamente a vida da mulher (Jennifer Garner), dos filhos e dos vizinhos. Uma inquietante meditação sobre o casamento e a identidade, à medida que Howard lentamente percebe que não abandonou a sua família, mas apenas a si próprio.

Adeus Índia (2017)
Viceroy's House
Em 1947, Lord Mountbatten assume o cargo de último vice-rei da Índia, encarregado de entregar o país de volta ao seu povo. Vive no andar de cima da residência oficial dos governantes britânicos, enquanto 500 funcionários hindus, muçulmanos e sikhs habitam o andar de baixo.

As Falsas Confidências (2017)
Les Fausses confidences
Dorante, um jovem sem dinheiro, é contratado como secretário por Araminte, uma viúva rica que ele ama em segredo. Dubois, o criado, faz tudo o que está ao seu alcance para conseguir que Araminte se apaixone por Dorante.

Duas Mulheres, Um Encontro (2017)
La Sage femme
Claire é uma parteira que dedicou a sua vida aos outros. Num momento em que está preocupada com o encerramento iminente da maternidade onde trabalha, a sua vida é virada de cabeça para baixo quando Béatrice, a ex-amante do pai, uma mulher caprichosa e egoísta surge em cena.

Homem-Aranha: Regresso a Casa (2017)
Spider-Man: Homecoming
Peter Parker (Tom Holland) começa a conhecer melhor a sua recém descoberta identidade como Homem-Aranha. Entusiasmado com a experiência com os Vingadores, regressa à casa onde vive com a tia May (Marisa Tomei), sempre debaixo do olhar vigilante no seu novo mentor, Tony Stark (Robert Downey, Jr.). Procura reintegrar-se na rotina diária enquanto pensa em provar que não é apenas o super-herói simpático que vive nas redondezas. Essa ocasião surge com a entrada em cena do novo vilão Vulture (Michael Keaton) que vai colocar em perigo tudo aquilo que Peter mais ama.

Stratton - Forças Especiais (2016)
Stratton
Dominic Cooper é Stratton, um agente do SBS em missão para evitar um ataque terrorista em Londres. Enquanto tentam destruir um laboratório de armas bioquímicas no Irão, Stratton e seu homólogo americano, Marty (Tyler Hoechlin) dos SEAL, descobrem que a operação foi comprometida. Marty é gravemente ferido e acaba por morrer. De volta à base, Stratton conhece Sumner (Connie Nielsen), que lidera a divisão do MI6 e fica a saber que ela conhece Barovski (Thomas Kretschmann) é um ex-agente soviético que ela seduziu a fim de o tornar informador. Após saber que Barovski está em Roma, Sumner envia uma equipa liderada por Stratton para o capturar. Hank (Austin Stowell), junta-se ao grupo para substituir Marty, mas a sua sede de vingança permite a Barovski escapar. Com o criminoso um passo à frente deles, cria-se uma corrida contra o tempo para localizá-lo.

Tom of Finland (2017)
Touko Laaksonen, um oficial condecorado, regressa a casa depois de uma experiência angustiante e heróica ao serviço do seu país na Segunda Guerra Mundial, mas a vida na Finlândia do pós-guerra é igualmente angustiante. Encontra uma perseguição desenfreada aos homossexuais, sendo os homens em seu redor pressionados a casar com mulheres e ter filhos. Touko encontra refúgio na sua arte libertadora, especializando-se em desenhos homoeróticos de homens musculados e desinibidos. O seu trabalho - famoso pela assinatura Tom da Finlândia - tornou-se o emblema de uma geração de homens e acendeu as chamas da revolução gay.

terça-feira, 4 de julho de 2017

Crítica: Paterson (2016)


"Sometimes an empty page presents more possibilities"
Japanese Poet

*8.5/10*

Paterson é a poesia do quotidiano. Jim Jarmusch dá-nos uma lição de vida ao mostrar como a mais pacata das existências pode resultar num belo poema sem rima. Adam Driver conduz tão bem o seu autocarro como o protagonista deste filme, e embala-nos ao ritmo lento da sua vida.

Acompanhamos uma semana na vida de um homem chamado Paterson, motorista de autocarros na sua cidade homónima, Paterson, New Jersey. E é com a irónica partilha de nomes, que entramos num filme tranquilo como a vida rotineira do protagonista, sem sobressaltos e com um humor muito peculiar.


Seguimo-lo de Segunda a Segunda, numa rotina pouco entusiasmante, onde os pontos altos se dividem entre as conversas dos passageiros da carreira 23, o passeio nocturno com o seu cão, um buldogue inglês chamado Marvin, uma cerveja no bar, onde dá dois dedos de conversas inspiradoras, e o regresso para junto da sua amada mulher, ouvindo e exultando os seus mirabolantes sonhos. E claro, a poesia. Paterson aceita sem problemas a monotonia do trabalho diário, no intervalo do qual se dedica à sua verdadeira paixão - ou será apenas um hobbie? -: escrever poesia. Ele, que não quer telemóveis nem computadores por perto, refugia-se no seu caderno secreto, onde escreve sobre o que o inspira, dos fósforos da cozinha ao amor da sua vida.

É nos subúrbios um tanto esquecidos, repletos de fábricas e edifícios ao abandono, que o urbano decadente se mistura com a natureza, junto ao rio, onde a água, que corre com vontade, parece inspirar o protagonista. E torna-se admirável a forma como Jarmusch consegue dar encanto a uma cidade tão pouco interessante, filmando-a espelhada no autocarro que Paterson conduz diariamente, ou vice-versa, numa descoberta de preciosidades escondidas, em especial junto ao conforto do rio e das quedas de água. A acompanhar, a banda sonora, do próprio Jim Jarmusch e Carter Logan, funde-se com o som ambiente.


A despertar-nos a curiosidade estão as marcas autorais de Jim Jarmusch, que usa e abusa da presença de gémeos, de um relógio quase-mágico, do preto e branco (Laura, a esposa de Paterson é a representante máxima do jogo a duas cores, interpretada por Golshifteh Farahani) ou de uma caixa do correio torta, por exemplo, e que tão mordazmente prefere gorar-nos todas as expectativas respeitantes a tais elementos.


Paterson vive tranquilo e, tal como a sua caneca de cerveja, são mais as vezes em que o copo está meio cheio do que meio vazio. Mas, como toda a gente, também a vida deste poeta tem os seus percalços, quase sempre encarados com humor. E é quando se foge à rotina, no Sábado, que tudo foge ao controlo dos protagonistas, numa oportunidade de reflexão e, porque não, de recomeço em mais uma semana de trabalho.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Sugestão da Semana #279

Das estreias da passada Quinta-feira, a Sugestão da Semana destaca Paterson, de Jim Jarmusch. Um filme poético e singular na sua abordagem do quotidiano. Adam Driver tem uma grande interpretação.

PATERSON


Ficha Técnica:
Título Original: Paterson
Realizador: Jim Jarmusch
Actores: Adam Driver, Golshifteh Farahani, Nellie
Género: Comédia, Drama, Romance
Classificação: M/12
Duração: 118 minutos

sábado, 1 de julho de 2017

Estreias da Semana #279

Esta Quinta-feira, chegaram nove filmes aos cinemas portugueses. Gru - O Maldisposto 3 e Paterson estão entre as estreias desta semana.

A Caçadora e a Águia (2016)
The Eagle Huntress
Durante 2000 anos, o povo cazaque da região de Altai, no oeste da Mongólia, praticou a tradição da caça com águias douradas, animais com uma envergadura de asas que pode atingir os 7,5 metros. Embora tenha sido o domínio dos homens, Aisholpan decide tornar-se uma caçadora aprendiz após passar a infância a ajudar o pai, um caçador de renome, a cuidar dos seus pássaros. Sob a tutela e o apoio do pai e do avô - e pouco mais - Aisholpan aprende todos os aspectos da arte, desde domesticar a sua própria águia até ao treino para a competição anual, onde vai enfrentar 70 caçadores com as respectivas águias.

Blackway (2015)
Um antigo lenhador vem em auxílio de uma mulher que regressa à sua cidade natal no noroeste do Pacífico e se vê assediada e perseguida por um ex-policia transformado em senhor do crime.

Gru O Maldisposto 3 (2017)
Despicable Me 3
Gru e Lucy são despedidos pelo novo chefe da Liga Anti-Vilões e o protagonista sente-se um falhado por ter sido despedido e não consegue decidir o que fará da sua vida. É então que um desconhecido o informa da morte do pai e que o seu irmão gémeo Dru, há muito desaparecido, gostaria de o ver. Em choque, Gru confronta a mãe que confessa ser verdade e lhe conta que se divorciou do pai de Gru pouco tempo depois no nascimento. Com promessas de nunca mais se falarem, cada um ficou com a guarda de um dos filhos e seguiu o seu caminho. Gru leva Lucy e as meninas à terra natal do pai, em Freedonia, para conhecer o seu gémeo. O contentamento desaparece ao descobrir que Dru aparenta ser melhor do que ele em todos os aspectos. 

Mãe Rosa (2016)
Ma' Rosa
Mãe Rosa tem quatro filhos. É proprietária de uma pequena loja de conveniência, num bairro pobre de Manila, onde toda a gente a conhece e estima. Para se sustentarem, ela e o marido, Nestor, revendem, ilegalmente, narcóticos. Um dia, são detidos. Perante polícias corruptos, os filhos de Rosa farão tudo para comprar a liberdade dos pais.

Overdrive: os Profissionais (2016)
Overdrive
Os irmãos Andrew e Garrett Foster (Scott Eastwood e Freddie Thorp) são assaltantes especializados no roubo de viaturas de luxo. Contratados para roubar um magnífico Bugatti 1937 avaliado em milhões de euros, viajam até ao Sul de França para completarem a sua missão, mas são apanhados por Jacomo Morier (Simon Abkarian), o chefe do crime local e dono do carro, que não perdoa facilmente. Em troca das suas vidas, os irmãos têm de roubar um carro pertencente a Max Klemp (Fabian Wolfrom), o arqui-inimigo de Morier. E não é um automóvel qualquer, mas sim o valioso Ferrari 250GTO, de 1962, o mais adorado carro de Klemp.

Paris Pode Esperar (2017)
Paris Can Wait
Uma mulher numa encruzilhada sentimental que viaja para Cannes com o marido, um produtor de sucesso, acaba numa descontraída e pitoresca viagem de dois dias pelas estradas francesas, repleta de bom vinho e boa comida e ganha uma nova vontade de viver.

Paterson (2016)
Paterson é motorista de autocarro na cidade de Paterson, New Jersey. Ele e a cidade partilham o mesmo nome. Todos os dias, Paterson segue a mesma rotina, percorre a rota diária, observando a cidade à medida que a vê passar pelo espelho retrovisor, e ouve fragmentos das conversas em redor. Escreve poemas num caderno, passeia Marvin, um buldogue inglês, e vai para casa ter com a sua mulher, Laura. Por outro lado, o mundo de Laura está sempre em mudança, com novos sonhos a cada dia. Paterson ama Laura e ela ama-o também. Ele apoia os projectos de Laura, ela impulsiona o talento de Paterson para a poesia. 

RAID: Pelotão Chanfrado (2017)
RAID Dingue
Johanna Pasquali é distraída e desajeitada. Do ponto de vista da polícia, é simpática, mas um zero à esquerda. Tem algumas qualidades, boa pontaria, é forte no combate corpo-a-corpo e tem um instinto apurado. No entanto, os seus tropeções fazem dela uma ameaça em igual medida para criminosos, colegas e para o público em geral. Relegada para tarefas menores, como passar multas de estacionamento, Johanna usa cada minuto do seu tempo livre para cumprir o seu sonho: tornar-se a primeira mulher a fazer parte na unidade antiterrotista R.A.I.D. Por misteriosas razões políticas, ela é aceite no programa de formação da unidade e torna-se um problema para o agente Eugène Froissard, o mais misógino dos agentes da R.A.I.D.

USS Indianapolis: Homens de Coragem (2016)
USS Indianapolis: Men of Courage
Após entregar as bombas atómicas que poriam fim à Segunda Guerra Mundial, a tripulação do USS Indianápolis vê o seu navio afundar e fica presa no mar das Filipinas à mercê da sede, da fome e dos infindáveis ataques de tubarões.

terça-feira, 27 de junho de 2017

FEST 2017 - Festival Novos Realizadores: Vencedores

O FEST 2017 - Festival Novos Realizadores aconteceu entre 19 e 26 de Junho, em Espinho. Eis os vencedores desta edição:


Lince de Ouro
Melhor Longa-metragem de Ficção
Filthy, de Tereza Nvotová (República Checa)

Menções Honrosas
Old Stone, de Johnny Ma
The Invisible Hand, de David Mácian

Melhor Longa-metragem de Documentário
The Road Movie, de Dmitrii Kalashnikov (Bielorrússia)

Prémio do Público
Melhor Longa-Metragem
Sacred Water, de Olivier Jourdain (Bélgica) 

Melhor Curta-Metragem
A Instalação do Medo, de Ricardo Leite (Portugal) 

Lince de Prata
Melhor Curta-Metragem de Ficção
Downside Up, de Peter Ghesquiere (Bélgica) 

Menção Honrosa
A New Home, de Žiga Virc (Eslovénia) 

Melhor Curta-metragem de Documentário
Homeland, de Sam Peeters (Belgica)

Menção Honrosa
Without Sun, de Paul de Ruijter (Holanda) 

Melhor Curta-metragem Experimental
Apocalypse, de Justyna Mytnik (Polónia)

Menções Honrosas
As The Jet Engine Recalls, de Juan Palacios (Espanha)
Simba in New York, de Tobias Sauer (Alemanha) 

Melhor Curta-metragem de Animação
Antarctica, de Jeroen Ceulebrouck (Bélgica)

Menções Honrosas
Locus, de Anita Kwiatkowska-Naqvi (Polónia)
Pussy, de Renata Gasiorowska (Polónia) 

Grande Prémio Nacional
Melhor Curta-metragem Portuguesa
Maria Sem Pecado, de Mário Macedo (Portugal)

Menções Honrosas
Um Refúgio Azul, de João Lourenço (Portugal)
78.4 Rádio Plutão, de Tiago Amorim (Portugal)

Nexxt
Bond, de Judit Wunder (Hungria) 

Festinha
Prémio Sessão 1 . 3 aos 6 anos
Lilou, de Rawan Rahim (Líbano)

Prémio Sessão 2 . 3 aos 6 anos
Pas a Pas, de Charline Arnoux, Mylène Gapp, Florian Heilig, Mélissa Roux, Léa Rubinstayn (França)

Prémio Sessão 3 . 7 aos 12 anos
Way of Giants, de Alois di Leo (Brasil)

Prémio Sessão 4 . 12 aos 17 anos
Schlboski, de Tomás Andrade e Sousa (Portugal)